• Ayrton-senna

     

     

    Tenho muito orgulho em fazer este post, primeiro porque como toda brasileira, sei que o Ayrton Senna foi um cara fenomenal como profissional e mais esplêndido ainda enquanto pessoa e o legado que seu nome deixou é algo que me dá orgulho de partilhar a mesma nacionalidade que ele e seus familiares.

    O Instituto Ayrton Senna, me convidou a ajuda na divulgação da campanha Educação #Nota10.

    Pra quem não sabe o Instituto tem um programa educacional, onde a doação de apenas 10 reais/mês ajuda na alfabetização de uma criança.

    Para deixar essa mensagem clara e informar mais e mais pessoas o instituto criou uma nota de 10 reais com o rosto do Senna estampado e olha só que legal, eles estão propondo que essa nota seja distribuída pelo Banco Central!

     

     

    Basta 10 reais por mês para ajudar o Instituto Ayrton Senna fazer algo que nós já sabemos que nossos governantes não fazem direito, investir em educação.

  • rapidinhaleitor

     

    “Olá, sou uma grande fã da Acid e resolvi compartilhar uma de minhas histórias.

    Tenho 19 anos e estou morando com duas colegas pra fazer faculdade, e aproveitei essa liberdade de morar sem meus pais para convidar (ou ele se convidou, não tenho certeza) um cara que conheci na casa de um amigo, para conhecer o meu apartamento. Até ai tudo bem, ele chegou por volta da uma da manhã, eu estava sozinha, assim que ele entrou ja fomos direto para o quarto, pois os dois ja sabiam exatamente o que queriam e não íamos ficar de mimimi… Os amassos começaram, mão vai, mão vem, tiramos a roupa. Quando ele tirou a cueca tive um mini “ataque epilético” com o tamanho do amigoFiquei desesperada… era enorme. Logo pensei “eu não sou desse tamanho, sera praticamente um estupro”.  

    Não sabia o que fazer, então comecei a enrolar, caprichei no oral pra ver se ele se satisfazia apenas com isso, mas não adiantou. Ele se posicionou entre as minhas pernas e quando eu ja estava pronta pra gritar e sair correndo a porta do apartamento se abriu e uma de minhas colegas chegou. Fiz o possível pra não demonstrar o alivio que senti. Pedi mil desculpas e disse que ele teria que ir embora porque nós não gostávamos de meninos no apartamento. Ele meio desorientado vestiu suas roupas e foi embora. Depois desse dia nunca mais retornei suas mensagens e não nos vimos mais. Eu juro que não é frescura, eu gosto de sexo, mas gente, eu jamais serei daquele tamanho…

    Hoje eu dou muita risada contando pra minhas amigas do dia em que eu broxei porque o rapaz era bem dotado!”

    História enviada pela Jasmine.

  • 20-e-poucos-anos

  • O Diogo Souza indicou essa música da Lana Del Rey, diz ele que nem curte Lana del rey, mas que essa música é muito boa pro “vamô vê”.

     

    Indique também uma Sex Music, mande email com esse assunto para canalacidezfeminina@gmail.com

Joe Black