05/09/2013 em: Rapidinhas com Leitor - por Taty Ferreira

A avó pegou eles no flagra

rapidinhaleitor

 

“Eu sou a A.S, e quero compartilhar essa história doida com você…

Bom, eu estou com meu esposo há 9 anos, comecei namorar com ele tinha 14 anos, antes de casar namoramos por 2 anos e meio, e nós éramos terríveis, a gente fazia onde desse vontade, mas eu morava com meus avós, você já sabe né…

Sistemáticos até, não podia ficar saindo com o namorado que os vizinhos iam falar mal, não podia ficar no quarto nem que fosse com a porta aberta que ia pegar mal, enfim, mas a gente nem ligava, fazíamos tão discretamente que eles nem percebiam, atrás da casa, na rede… mas a gente morria de vontade de passar uma noite juntos, mas como? Se minha vó não me deixava nem respirar?

Um belo dia ele tomou algumas cervejas e na hora dele ir embora, eu disse pra ele que ele não teria coragem de pular minha janela, haha (olha só, subestimando homem mamado) e ele falou “eu pulo sim, e passo a noite inteira no seu quarto”, eu duvidei tanto que ele fez de conta que foi embora, pulou a grade do portão, eu abri a janela e ele entrou, coloquei meu colchão no chão para não fazer barulho, pois o quarto da minha avó era ao lado do meu, meu avô estava viajando…

Passou uns 20 minutos e minha vó começou me chamar: “A.S, ouvi um barulho lá fora, abre a porta tem gente no quintal!” eu gelei né, claro que não havia ninguém no quintal, eu disse “Não tem não vó, não ouvi nada”, e ela continuou como se tivesse desesperada pedindo pra eu abrir a porta, mandei meu namorado ir atrás da porta e quando eu abri a porta, ela já me empurrou e o viu atrás da porta!

kkkkkkkkkkk Coitado, minha vó mandou ele se vestir e sair pelo mesmo lugar pelo qual entrou, e pior de tudo, disse que já fazia alguns dias que estava desconfiada que aquilo estava acontecendo, que estava ouvindo alguns barulhos, mas era a primeira vez, e pra ela acreditar nisso? Olha, na época não foi fácil, meu esposo queria que eu fugisse com ele naquele mesmo dia, claro que não fiz isso né, senão mataria minha avó de desgosto, graças a Deus todo mundo já “esqueceu” disso, só de lembrar morro de vergonha!”

Joe Black